Logo ISECENSA/Página Inicial
A profissão

A profissão

Podemos entender Organização como a união ordenada de duas ou mais pessoas que, sozinhas, não conseguiriam atingir um objetivo comum, previamente definido e decorrente de um desejo. Temos, então, a organização, como a multiplicidade do potencial das capacidades individuais.

Para que esta organização possa ser eficaz nos resultados, ao encontro de seu objetivo, precisa ter eficiência nos seus processos. Caso contrário, não tem efetividade, ou seja, o resultado será alcançado somente em decorrência de muito esforço e muitas perdas. Daí surge o Administrador, profissional que equivocadamente muitos atribuem o papel ao gestor, e que é o responsável pela melhor utilização dos recursos organizacionais para que se possa ter efetividade, ou seja, eficácia com máxima eficiência.

Muitos confundem Administrador e gestor, mas vejam: Todo Administrador é um gestor, mas nem todo gestor é um Administrador. Isto decorre do fato de que a Administração é uma profissão regulamentada pela Lei 4769/65, o que lhe confere direitos e deveres legais. Ou seja, qualquer profissional pode, por experiência, assumir o papel de um gestor em algumas áreas, porém, a falta de conhecimentos técnicos plenos somente adquiridos em um curso de graduação em Administração, vai levá-lo consequentemente a “erros de aprendizado”, que diminuem a eficiência de sua gestão e que poderiam ser evitados com o conhecimento técnico profissional. Além do que, algumas funções como Gerência de RH devem ser exercidas exclusivamente por Administradores. Portanto, para o dono de uma empresa, ou outro tipo de organização, ser Administrador ou ter um Administrador no seu quadro gestor, faz uma grande diferença na efetividade e legalidade desta organização.

O Administrador se diferencia tanto como gestor pelo seu perfil profissional: Ao contrário de outras profissões que se focam especificamente em uma área de conhecimento, este profissional tem uma visão ampla de todas as áreas relacionadas a uma organização. Assim, o Administrador gerencia as pessoas de sua organização levando em conta questões motivacionais, trabalhistas e legais; gerencia os processos considerando aspectos relacionados a melhor organização e execução do planejamento e das tarefas; gerencia o capital da organização considerando as opções de investimentos financeiros futuros em base a realidade econômica atual e o histórico contábil da organização; gerencia o posicionamento e as estratégias da organização junto ao mercado e aos próprios integrantes da organização entre muitas outras atividades. Ou seja, enquanto alguns profissionais, por exemplo, se concentram apenas nos processos produtivos ou nos indivíduos, ou ainda, no mercado, o Administrador reúne todas as habilidades e competências profissionais de maneira ampla, mas ao mesmo tempo integradora.

Como Administrador, você desenvolve habilidades pessoais e competências técnicas profissionais para ser dono de seu próprio negócio ou colaborar para o sucesso do negócio da organização onde trabalha. Um outro detalhe: Conforme pesquisas de diversos institutos, como o Top10+, O Globo entre outros, a profissão de Administração está entre as três mais bem pagas do Brasil.

O Administrador pode atuar em várias áreas organizacionais:

  • Administração Financeira;
  • Administração de Material;
  • Administração Mercadológica/Marketing;
  • Administração de Produção;
  • Administração e Seleção de Pessoal/Recursos Humanos/Relações Industriais;
  • Orçamento;
  • Organização e Métodos e Programas de Trabalho;
  • Comercial ou Marketing;
  • Administração de Recursos Humanos;
  • Administração Financeira;
  • Administração da Produção;
  • Administração de Materiais e Patrimoniais;
  • Administração de Sistemas de Informação;
  • Administração Esportiva;
  • Administração Hospitalar;
  • Administração Hoteleira;
  • Administração de Tecnologias;
  • Organização, Sistemas e Métodos;
  • Comércio Exterior;
  • Empreendedorismo;
  • Carreira Docente;
  • Campos Conexos;