Logo ISECENSA/Página Inicial
Mantenedora

Mantenedora

O Centro Educacional Nossa Senhora Auxiliadora (CENSA), fundado em 18 de fevereiro de 1925, por solicitação do Administrador Apostólico da Diocese de Campos, D. Henrique Mourão, é uma instituição de direito privado, de natureza associativa, sem fins lucrativos, vocacionada a uma "missão educativa", que tem como marca o mais arraigado espírito de liberdade e respeito individuais conjugado com um projeto de comunhão social a serviço da vida.

Instituição confessional salesiana, o CENSA é parte integrante do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora ou Salesianas de D.Bosco, criado em 1872, em Mornese, Itália e hoje sediado em Roma. Constitui, nele e com ele, uma "rede mundial de educação e solidariedade" inserida em múltiplos contextos culturais espalhados em 87 países dos cinco continentes.

Na Educação Básica a trajetória do CENSA teve início em 02 de março de 1925 e, desde então, vem se expandindo, num diálogo crescente com a realidade social, procurando responder-lhe aos desafios e necessidades, sempre a serviço da educação da criança, do adolescente e do jovem. Mantém atualmente os seguintes cursos: Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio, regular e profissionalizante.

O CENSA, desde os seus primórdios, desenvolve também um trabalho regular de promoção social atendendo a cerca de 400 adolescentes e jovens de comunidades populares, participantes de seus projetos sócio-educativo-culturais.

Um dos provedores de serviços de comunicação e informática, o CENSA estende sua atuação de significativa qualidade também à sociedade local e regional na qual está inserido.

No ano de 2002, o CENSA ampliou seu raio de atuação educacional para o Ensino Superior com um projeto de criação dos seus Institutos Superiores de Ensino (ISECENSA), organizado com quatro áreas de abrangência: educação, saúde, ciências sociais aplicadas e tecnologia.

O CENSA nasce para o ensino superior com a pretensão de contribuir, nos limites de sua atuação possível, prioritariamente regional, para o enfrentamento do hiato entre o avanço científico e tecnológico e a capacidade de reação e de reorganização dos equipamentos, serviços e instituições sociais para o trato da nova realidade, unindo os avanços da ciência e da tecnologia com os princípios de uma vida substantivamente significativa e feliz, que exige uma formação ética cidadã - característica secular da educação salesiana.